Sintam-nas...

domingo, janeiro 07, 2007

Bruna Lombardi - Lilith



Foto: Nicola Ranaldi

Eu vou te amar até que caias morto
De exausto, sob o vão das minhas coxas,
E então sugar-te a vida pela boca
Livrar do teu espírito teu corpo.

Eu quero ver-te fenecer exangue,
Sedento do suor dos meus cabelos,
Eu quero consumir-te no desejo
Na nossa embriaguez agonizante.

Se modo algum, em nada, me superas,
Não tens nem duração nem consistência,
Não podes suportar-me a existência.

De modo algum, em nada, me superas
Se vem teu ralo gozo e, saciado,
Me beijas e te viras pro outro lado.



Bruna Lombardi (Actriz, modelo, poetisa brasileira, 1952 - )


Sem comentários: