Sintam-nas...

segunda-feira, maio 19, 2008

Carlos Drummond de Andrade - O chão é cama



O chão é cama para o amor urgente,
amor que não espera ir para a cama.
Sobre tapete ou duro piso, a gente
compõe de corpo e corpo a úmida trama.

E para repousar do amor, vamos à cama.



Carlos Drummond de Andrade (Poeta Brasileiro, 1902-1987)

2 comentários:

Don Juan disse...

Minha amiga ( desculpe esta ousadia ) mas este seu Site/blog , tem me proporcionado bons momentos ao lê-lo e ainda mais, pelos " roubos " constantes que lhe faço...mas , que quanto a mim , neste últimos tempos a sua " postagem " não tem sido muito regular, concerteza que terá outros afazeres. Digo isto , sem qualquer critica , entenda , era o que faltava. Tenho é a agradecer-lhe por ter este espaço , que quanto a mim é muito bom . Parabens.

Susana B. disse...

Olá Don Juan.

Muito obrigada pelos elogios e pelas suas visitas. Ainda bem que gosta.
Realmente não tenho publicado com a mesma regularidade. Tento, mas outras tarefas se metem no meu caminho. Vou tentar voltar à rotina a que me propus. :)

Volte sempre e leve o que quiser. O que publico aqui é para ser divulgado. :)

Um abraço. Susana B.