Sintam-nas...

domingo, abril 15, 2007

As minhas palavras... 15 de Abril de 2007



Caros amigos,

hoje apresento-vos uma poetisa que conheci através de um poema que ela me enviou.
Gostei tanto que segui o seu rasto na blogoesfera e encontrei um mundo denso de sentimentos.

Amei.

Como já devem de ter percebido, gosto de textos aparentemente simples. Gosto de textos simples nas palavras, mas densos nos sentimentos. E, na minha perspectiva, é isso que leio na poesia de Lavínia Saad.

Lavínia Saad é um pseudónimo. Lavínia disse-me "só na anonimidade eu consigo escrever desinibida" e apresentou-me Lavínia da seguinte forma:

“Lavínia Saad (nascida em 1975) é poeta e tradutora brasileira. Ela escreve há quinze anos, sempre guardando os poemas num baú ao pé da cama. Em 2006 o baú estourou e ela começou a publicar os poemas na internet: http://www.palavrogramas.blogspot.com "

Claro que podem e devem visitar o blog da Lavínia, mas entretanto conheçam um pouco do que escreve através de:

- Alguém me perguntou porque escrevo
- Uma visita sua (II)
- Roleta de vidro
- Das lides
- Hiato
- Povoam-te
- A mesa
- Vistoria
- Coração de Lava
- Vitrine
- Perder
- Sermão

Espero que gostem.

Um abraço e muito obrigada por regressarem.

Susana B.


2 comentários:

james disse...

Bela indicação.
Concordo com a senhora, são textos simples nas palavras, mas densos nos sentimentos.
Um abraço.

João Cordeiro disse...

DESAFIO:

O meu novo livro já tem título. O enigma é saber se alguém acerta, após a leitura da síntese que apresento.
Uma pequena ajuda... a foto... e o texto.
O título está entre "eles"...
O primeiro a acertar, terá como prémio o original devidamente autografado.

João Cordeiro