Sintam-nas...

domingo, maio 06, 2007

Lopes Morgado - Só por isso, Mãe



Mesmo que a noite esteja escura,
Ou por isso,
Quero acender a minha estrela.

Mesmo que o mar esteja morto,
Ou por isso,
Quero enfunar a minha vela.

Mesmo que a vida esteja nua,
Ou por isso,
Quero vestir-lhe o meu poema.

Só porque tu existes,
Vale a pena!



Lopes Morgado (Poeta português)

2 comentários:

Silvia Chueire disse...

Um belo poema. Uma simplicidade que nem sempre dá bons poemas assim.

Um abraço,

Silvia

Fada Oriana disse...

Este poema é bonito - para mim, muito mais bonito do que o do Eugénio de Aandrade...
Cumprimentos