Sintam-nas...

sexta-feira, junho 13, 2008

Luís Miguel Nava - As ondas que se encontram



As ondas que se encontram
ainda agora em formação no espírito
dele já não vêm rebentar ao meu.

Por mim não volto a vê-lo, encontros houve
com ele dos quais a alma ficou cheia de dedadas.

Já nem sequer dele quero ouvir falar,
saber que se ele
fosse uma cama estaria por fazer nada me traz
agora além de desconforto.



Luís Miguel Nava (Poeta português, 1957- )


2 comentários:

Anónimo disse...

Boa noite. Queria dar-lhe os parabéns pelas palavras que me tocam, venho aqui muitas vezes, para ser tocado, iluminado e animado... Qualquer que seja o meu estado de espírito, há sempre uma palavra para mim. Obrigado, beijos doces.

Susana B. disse...

Muito obrigada pelas suas palavras. Volte sempre. Um abraço. Susana B.