Sintam-nas...

domingo, abril 22, 2007

Renato Macedo - Corpo de Mar



Em teu corpo, meu amor, pressinto o mar
Em volutas de espuma e de rosas,
Bonanças que se espraiam preguiçosas,
Horizontes que se perdem no olhar.

Sereias mil me beijando ao luar,
Medusas que me cingem caprichosas,
Ninfas nuas dançando deleitosas
Ressacas de volúpia em preia-mar.

E, quando minhas mãos acariciando
As ondas que se lançam em frenesim
Nas praias do teu ser em descomando,

Um navio as amarras solta em mim,
Em águas buliçosas ondulando,
Preste se vai por céus e mares sem fim.



Renato Macedo (Poeta português)

Sem comentários: